Show simple item record

dc.contributor.authorGuerreiro Filho, O
dc.contributor.authorMedina Filho, H.P
dc.contributor.authorCarvalho, A
dc.date.accessioned2020-11-11T15:51:17Z
dc.date.available2020-11-11T15:51:17Z
dc.date.issued1992-07
dc.identifier.issn0041-4360
dc.identifier.urihttps://repositorio.catie.ac.cr/handle/11554/9895
dc.description.abstractDesenvolveu-se um métodode avaliaçao da resistencia de Coffea {hooka} Perileucoptera coffeella através de exposiçao de discos de folhas a essa praga. Discos de 3.14 cm2 sao mantidos em caixas plásticas sobre espuma plástica umedecida e cobertas como vidro, por onde incide luz artificial. As caixas, em laboratório sao mantidas {hooka} temperatura de 22°2°C e fotoperíodo de 12 horas. Em caixas com 144 discos dispostos em parcelas formadas por 12 discos, uma distribuiçao uniforme da infestaçao é obtida com uma populaçao de insetos oriuda de 150 crisálidas. Observou-se, em laboratório, nao haver preferencia do inseto pelo par de folhas amostrado. Ao contrário, a nível de campo, o primeiro e segundo pares a partir da extremidade dos ramos, sao menos atacados. A nervura central nao exerceu influencia no desenvolvimento das lesoes. Parcelas formadas por discos com ou sem nervura central foram igualmente danificadas. Derivado da hibridaçao interespecífica entre C. arabica e C. racemosa, o cafeeiro C1195-6-2 mostrou-se altamente resistente, tanto em laboratório como a nível de campo. A resistencia do cafeeiro C1195-5-6-2 é expressa em alguns indivíduos oriundos de cruzamentos dessa planta com cafeeiros suscetívels, indicando a possibilidade de transferir essa característica para outros germoplasmas. Na geraçao F subíndice 1, ocorre segregaçao para resistencia em proporçoes que corrobora a hipótese de herança simples dominante para resistencia. A confiabilidade do método de laboratório desenvolvido, evidenciada pela alta correlaçao com dados de campo, associada {hooka}s grandes ventagens de sua utilizacao, sugere a seu emprego rotineiro em programas de melhoramento para resistencia ao bicho mineiro. Indica-se também, uma estratégia prática para a selecao em populaçoes segregantes.es_ES
dc.format.mimetypepdf
dc.language.isootheres_ES
dc.publisherIICA, San José (Costa Rica)es_ES
dc.relation.ispartofTurrialba Volumen 42es_ES
dc.rightsinfo:eu-repo/semantics/openAccesses_ES
dc.rights.urihttps://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
dc.subjectCOFFEAes_ES
dc.subjectINSECTOS DEPREDADORES DE LAS HOJASes_ES
dc.subjectRESISTENCIA A LAS PLAGASes_ES
dc.subjectSELECCIÓNes_ES
dc.subjectLABORATORIOSes_ES
dc.subjectCRIA MASIVAes_ES
dc.subjectHOJASes_ES
dc.subjectCRUZAMIENTOes_ES
dc.titleMétodo de laboratório para avaliaçao da resistencia genética de Coffea spp. a Perileucoptera coffeellaes_ES
dc.typeArtículoes_ES
dc.journal.volume42
dc.journal.issueNumber3
dc.journal.pages348-358


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

info:eu-repo/semantics/openAccess
Except where otherwise noted, this item's license is described as info:eu-repo/semantics/openAccess
facebook twitter wiki linkedin youtube instegram